.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-04-29

 

Tempos difíceis (2)

As economias mais débeis da UE, com a Grécia em primeiro plano, mas a seguir vêm Portugal e Espanha, estão a ser alvo de uma grande pressão especulativa, comandada pelas empresas de Rating. Esta pressão traduz-se na entrada de muitas centenas de milhares de milhões de euros de lucro para o sistema financeiro

Para se penetrar nesta situação, temos de olhar para o que efectivamente são estas empresas e papel que desempenham no sistema financeiro mundial. Sobretudo a quem servem. Já ontem aqui escrevi que, por detrás de tudo isto directa ou indirectamente, está o sistema financeiro americano que é quem domina.

Mas há que completar. A UE, pela sua inoperância e arrastamento nas decisões, com a Alemanha à frente, acaba por facilitar estes ataques. Não se entende que, numa situação em que o euro em última análise também está em causa, a Sra Merkel leve tanto tempo no que diz mas que não diz e no fim são os países pequenos como Portugal que pagam facturas pesadas. Que solidariedade é esta?!

Ontem a reunião Governo/PSD aliviou um pouco a situação. Se acrescentou alguma coisa tenho dúvidas. Mas se evitar a entrada em Portugal do FMI já terá tido um carácter positivo. Porque se entra, então será a doer e sempre nos mesmos: Mas a doer bem mais forte.

Comments:
36 anos a comer bife do lombo!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?