.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-05-07

 

O "acto irreflectido" do deputado Ricardo Rodrigues

Certamente ninguém pensa que Manuel Pinho, Ministro da Economia, reflectiu muito tempo para fazer os corninhos na Assembleia ao deputado do PCP, Bernardino Soares.

E o desfecho foi o que se sabe. Por sua livre vontade ou não, mas certamente com alguma achega "por fora" e agora depois de reflexão, Manuel Pinho demitiu-se.

O deputado Ricardo Rodrigues que certamente reagiu à Manuel Pinho deveria seguir um percurso semelhante. Deveria ter-se demitido da bancada e de deputado, por iniciativa própria, embora as achegas sejam sempre "boas".

Mas, desta vez, segundo a comunicação social as achegas funcionaram em sentido inverso.

É interessante reflectir no porquê.

No entanto, quem perdeu com tudo isto (atitude e reacção dos seus pares) foi a Assembleia.

E a terminar, só falta mesmo registar o tão enigmático comentário do Presidente da AR: "a relação entre qualquer deputado e qualquer jornalista é uma relação tão íntima, directa e insondável como a do confessionário".



Comments:
Essa do confessionário, deve ser "um saber" açoriano. Ana Catarina
 
O PS devia ter vergonha do seu deputado Ricardo Rodrigues. Mas para onde vai ele?
Os Açores não o devem querer lá. Carlos Silva
 
Quem não tem nervos de aço não dê entrevistas!
Além disso o deputado em questão sabe desembaraçar-se sozinho...
Para quê Assis sair em sua defesa?
Só lhe ficou mal!
 
Ricardo Rodrigues com este seu comportamento prejudicou o PS, que bem precisa de acções noutro sentido. Só não se percebe porque continua. Por isso não podia estar mais de acordo com o comentário anterior de Rosa dos Ventos.
 
Para que serve um AR com deputados do calibre de Ricardo Rodrigues? Vergonha!!!
 
Caro João Abel,
Vou fazer link.
Obrigado.
Abraço.
 
A atitude de Ricardo Rodrigues é bem mais grave que a de Pinho. Não se trata de um roubo, mas de apreensão de equipamento. Um acto que faz lembrar outros tempos de prepotência salazarenta. Apenas por não ter acontecido na sala de plenário da AR é formalmente menos grave.
 
Confessionário? Numa altura destas? Relação entre qualquer deputado e qualquer jornalista? UUMMMM! Quem é que gosta de estar a dois? Intimidade com deputado?
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?