.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-12-15

 

Debate entre Fernando Nobre e Francisco Lopes

Não vi o debate. Já ouvi e li várias leituras do desempenho dos dois candidatos.

E o que conclui, enfim, tirando uma média é que Francisco Lopes se apresentou bem preparado e encostou Fernando Nobre um pouco às cordas.

Fernando Nobre falava de tudo menos do que deve ser a função do PR e Francisco Lopes cingia-se bem ao papel constitucional do Presidente.

Em desespero de causa, o "argumento de peso" de Fernando Nobre é o maior número de criancinhas que lhe morreram no colo. Para Francisco Lopes a mensagem da sua candidatura "é um dever para com os trabalhadores, a juventude, o povo português, num momento muito difícil da vida portuguesa".

Numa escala de 1 a 5 até o DN atribui a nota 1 a Nobre e 3 a Lopes.

Uma distância considerável, apesar da subjectividade da qualificação.

Etiquetas:


Comments:
Judite de Sousa quis roubar mais de 2 minutos ao candidato bolchevique. Acabou por roubar 45 segundos.
Tal como fizeram a Gramsci, querem encarcerar o cérebro de Francisco Lopes por não sei quanto tempo. Estes comunistas são um perigo. Silenciem-se ! É a palavra de ordem.

João Pedro
 
Vi o debate. Deixo um conselho ao Sr. Francisco Lopes não faça a figura triste (que o marketing aconselha) de finjir que está certo de ser eleito (deixe isso para os que acreditam que falam para estúpidos) quando todos, mas todos os ouvintes, sabem tão bem quanto o Sr. que se há algum candidadto que não será eleito é Vª Exª. Por isso devia dizer assim: "se eu for eleito", ou assim "se os portugueses me quiserem eleger... e tal" (porque já está aceite que haja candidadtos que só o são para se fazerem ouvir, por boas ou más razões, por razões significantes ou insignificantes e a sua é uma razão legítima, tem consigo 7 a 10% dos portugas e dão-lhe pouca voz nos media. Essa atitude que contraria o "estúpido" marketing (ou o marketing para estúpidos)dar-lhe-is mais uns votos.
 
Não vi o debate. Já ouvi e li várias leituras do desempenho dos dois candidatos.

E o que conclui, enfim, tirando uma média é que Francisco Lopes se apresentou bem preparado e encostou Fernando Nobre um pouco às cordas.

Fernando Nobre falava de tudo menos do que deve ser a função do PR e Francisco Lopes cingia-se bem ao papel constitucional do Presidente.

Em desespero de causa, o "argumento de peso" de Fernando Nobre é o maior número de criancinhas que lhe morreram no colo. Para Francisco Lopes a mensagem da sua candidatura "é um dever para com os trabalhadores, a juventude, o povo português, num momento muito difícil da vida portuguesa".

Como é contraditório o seu... texto e, pelos visto, nem lhe merceu vergonha da sua parte. E as palavras por si escritas sem a menor consideração pela verdade são notárias de um falta de... (sei lá que adjectivo pôr).

Então você escreve: "...Não vi o debate..." e depois comenta o que não viu??? E argumenta o valor das suas palavras pelo "...pelo que ouvi dizer..."????

E depois ainda põe varias cerejas em cima do bolo: "...Francisco Lopes cingia-se bem ao papel constitucional do Presidente..."
Confirmando assim que não viu mesmo o debate.
Informe-se, medite e por fim escreva.
Rui Eduardo (não tenho conta google)
 
Rui Eduardo,

Não vejo onde está a minha contradição. Fui claro ao dizer que não vi o debate e que o que escrevi teve por base os comentaristas de TV e da imprensa.
João Abel de Freitas
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?