.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-01-11

 

O candidato Cavaco Silva subscreveu acções da SLN em situação de completa ilegalidade

Cavaco Silva não é um analfabeto em termos financeiros. Até segundo "a história" é um grande entendido nessas matérias.

Maior então a gravidade. Cavaco adquire acções a um euro, reservadas a Oliveira Costa e a mais três empresas do grupo, provenientes de um aumento de capital da SLN. Só uma grande influência pode ter determinado essa compra pois Cavaco não era sócio e por decisão da Assembleia tal negócio estava vedado a não sócios.

Nem Dias Loureiro obteve acções por este preço. Formalmente, só teve direito a acções a 2,2€. Maior seriedade do que esta? É de averiguar.

Há que duvidar e interrogar Cavaco com todo o direito. Fizeram-lhe perguntas mas não responde nunca.

Com a sua máquina de propaganda bem montada Cavaco tenta situar-se acima de todos em termos de seriedade. Mas aparentemente é bluff.

Outros dizem porque não atacaram há cinco anos este aspecto? A resposta é simples. Desconhecimento.

E porque agora chegaram a esta situação. Não sei responder. A comunicação social e o Expresso em especial despoletou o caso.

Mas é tal a propaganda montada que o cidadão português tem dificuldade em chegar a esta informação que a ser apercebida causaria grandes problemas a Cavaco. É a seriedade de Cavaco tão apregoada que está em causa porque não explicada.

Desta forma, até o sucateiro de Ovar, se apoiado numa boa máquina de propaganda, poderia tornar-se no melhor e mais "puro" cidadão a negociar na sucata com as empresas públicas.

Etiquetas: ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?