.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-08-06

 

Um mundo perfeito

Um Presidente, uma maioria, um Governo. Um mundo perfeito. Com Cavaco Silva, uma coligação PSD/CDS e um Passos Coelho "tudo vai pelo melhor no melhor dos mundos possíveis".
A visão cavaquista para o futuro do Serviço Nacional de Saúde é entregar isso às Misericórdias. O Governo não andará longe do mesmo paradigma. Mas não é só na saúde que a sintonia é exemplar. A complementaridade entre o PSD "passista" e o CDS "portista" é perfeita. E perfeita não apenas por proporcionar uma maioria no Parlamento que permite governar em sossego mas pela divisão "social" da actividade governativa. Assim, enquanto o PSD se esmera em ir para além do que a troika impõe, no afã de dar à borla, ao capital privado (estrangeiro que o nacional não chega lá) as posições do Estado na economia, se esmera em tirar ao trabalho e poupar o capital (o "imposto" no subsídio de Natal), em resumo enquanto o PSD do passismo se esmera em tirar aos pobres para dar aos ricos o CDS, com aquele ministro simpático da scooter, o ministro da Solidariedade e Segurança Social Pedro Mota Soares, viu o furo, a caridade! e rapidamente apresentou 49 medidas (vagas) para compôr um Plano de Emergência Social que promete dar uma esmola aos pobrezinhos.
"No primeiro ano, o Programa irá apoiar cada um dos três milhões de pobres ou quase pobres identificados por Mota Soares com 133 euros por ano, cerca de 11,1 euros por mês.

"Acresce o facto de o PES nem sequer se traduzir em despesa adicional, mas sim numa reafectação de despesa já prevista no orçamento da Segurança Social."
Nada como ilustrar esta  preocupação social com solução comprovada pela tradição e que oportunamente encontrei aqui:

Os pobrezinhos

- Batem à porta. Meu filho, vai ver quem é.
- É um pobre, minha mãe, um pobrezinho a pedir esmola.
A mãe veio logo com um prato de sopa e deu-o ao pobre. Depois, voltou para a sala de costura e deixou o filho a fazer companhia ao mendigo. Este, quando acabou de comer, disse por despedida:
- Deus faça bem a quem bem faz!
O menino ficou comovido: - Que pena tive do pobrezinho!
- E é caso para isso, respondeu a mãe. Os pobres são nossos irmãos. Devemos fazer-lhes todo o bem que pudermos. Jesus ensinou que até um copo de água, dado aos pobres por caridade, terá grande prémio no céu.

Etiquetas: ,


Comments:
Se sairmos do Euro não vamos ter nenhum dia de luto quando falecerem os inteligentes que atiraram com o país prá fogueira.

Nem eles irão para o panteão nacional.
 
espero sair do € o mais rápido possível...
JN
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?