.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-09-26

 

Marítimo e Nacional vão ter de "competir" pela sobrevivência

Os buracos das contas da Madeira vão bater-lhes à porta, mais cedo ou mais tarde, ou seja, os apoios vão acabar.

Desconheço quanto e em que medida o futebol profissional teve impacto nas contas.

Apenas uma certeza tenho: a de que os clubes madeirenses beneficiaram de subsídios em demasia do governo regional.

É a realidade, nua e crua, como costuma dizer-se. E com esses subsídios foram subsistindo ao longo de muitos anos.

Agora vai chegar o aperto.

Desconheço a situação das estruturas financeiras dos clubes: qual estará melhor posicionado para sobreviver?

Foi o único domínio em que o Dr. Jardim teve algum rasgo, embora não tenha sido capaz de o concretizar.

Não soube gerir a ideia, pois não a soube negociar. Jardim apenas sabe impôr. E neste campo teve receio e encolheu-se. Ganhou o Marítimo. E agora?

Etiquetas: ,


Comments:
Se fosse apenas o Marítimo e o Nacional a passear romenos, jugoslavos, guineenses, brasileiros e bolivianos, etc.

O problema é que desde o Camacha, Machico etc, todos tem a andado apassear atletas para baixo e para cima com aviões cheios há mais de 30 anos.
 
Se fosse apenas o Marítimo e o Nacional a passear romenos, jugoslavos, guineenses, brasileiros e bolivianos, etc.

O problema é que desde o Camacha, Machico etc, todos tem a andado apassear atletas para baixo e para cima com aviões cheios há mais de 30 anos.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?