.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-10-22

 

Notícias sobre a crise soberana grega

A Europa está cada vez mais grega com a situação económica.

Alguém imaginou, alguma vez os ministros das Finanças da zona euro a aconselharem os bancos privados perdoar parte da dívida de um país, neste caso, a Grécia?.

Aconteceu.

Segundo fonte diplomática, diz hoje alguma comunicação social, "os ministros das Finanças da zona euro puseram-se de acordo, ontem à noite, para pedir aos bancos privados credores da Grécia que aceitem uma perda de “pelo menos 50%” do valor da dívida do país, que em caso contrário fica ameaçado de bancarrota.

Será que o ministro português, Vítor Gaspar já não anda a congeminar alguma?

Bem sei que Portugal não é a Grécia. Tornar-se-a com este OE 2012 de sua autoria mais um Chile de há 30 anos atrás, como diz o investigador e economista Pedro Lains, em que o empobrecimento do país tornar-se-á uma realidade, em que a democracia entrará em perda de qualidade, em que se pretende reduzir o Estado àquele mínimo preconizado pela escola de Chicago.

Subordinar o poder político aos grandes grupos financeiros exigirá que estes paguem algum.

Assim, certamente Vítor Gaspar precisará não da receita que aprovou para a Grécia mas de uma bem mais ousada, o perdão da dívida em absoluto.
Actuando por várias fases primeiro baixam-se os salários, depois chega-se ao perdão da dívida e assim se criam as condições para o investimento estrangeiro e em força!!!

Resolvem-se os problemas do país vendendo-o a custos baixos para ser atractivo.

Etiquetas: ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?