.comment-link {margin-left:.6em;}

2012-02-02

 

podemos ser críticos em relação às Autonomias?


Não tenho dúvida quanto à ideia de Autonomia em si, nem da sua necessidade no caso dos Açores e Madeira como forma de melhor desenvolver as regiões.

Tenho todas as dúvidas e sempre tive quanto ao modelo que foi seguido, designadamente em termos da solução para o grande problema das acessibilidades e da Lei das Finanças Regionais.

Este artigo aparece em momento crítico para a Madeira. Mas não é a primeira vez, pelo meu lado, que falo desta matéria e sobretudo do não debate sobre o tema das Autonomias.
Comments:
Na Madeira teve um problema que se tornou crónico; AJJ

Ele não desenvolveu, antes destruiu a Madeira.

Um psiquiatra que resolva o problema.
 
Desde 1978 que Alberto João jardim está no poder e TODOS os governos da República e Presidentes da República fizeram o jogo. O mesmo aconteceu com os partidos do eixo do poder. TODAS as leis da autonomia foram APROVADAS PELA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. E já agora. TODOS OS PARECERES do Tribunal de Contas sobre as Contas da Madeira eram do conhecimento do Banco de Portugal, Ministério Público, Chefes de Estado, 1ºs ministros, ministros das finanças. Se a Madeira chegou onde chegou a responsablilidade é da República. Quanto aos madeirenses, comecem a analisar os resultados das eleições na Madeira. O PSD não tem a maioria os eleitores. A abstenção conta ou não conta? Qual tem sido o papel do PS na Madeira? Como é possível que Sousa Franco enquanto presidente do Tribunal de Contas tenha em 1992 dito que a situação financeira da Madeira era "insustentável" e seis anos depois tenho pago parte da dívida da Madeira? Como é possível que Manuela Ferreira Leite, depois de ter obrigado as regiões a endividamento zero, tenha dito enquanto lider do partido que a Madeira "era um exemplo de governação". Haja decência no se diz e escreve. Acho que pouca gente conhece a realidade regional e muito poucos fazem esforço para analisar esta situação de forma correta. Não fosse a "troika" e estava tudo na mesma. Portanto, o problema que "se tornou crónico" como refere o comentário anterior, é termos um país liderado por imbecis cujos interesses passam pela máquina partidária e pessoais e não pela população. Portanto, quando abrirem a boca sobre a Madeira, documentem-se.
 
Esqueci-me de outra coisa. Este país, como disse Eduardo Lourenço, precisa de deitar-se no divã do analista (do psiquiatra) e começar a regressão pela Batalha de São Mamede.
 
Esqueci-me de outra(s) coisa(s):

O que se vais fazer aos funcionários públicos madeirenses em triplicado?

O que vão fazer aos concelhos que nem gente teem gente suficiente para freguesia?

Como vão dar trabalho a tantos tratadores de 2 lobos marinhos? Ou já nasceu mais algum?

Há uma solução para os funcionários a mais: reconvertê-los em jardineiros, e criar flores em estufa nos furados.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?