.comment-link {margin-left:.6em;}

2012-05-16

 

Sou por uma auditoria à dívida pública

Uma auditoria para quê?Com que objectivos?

Uma discussão que vale a pena ter em termos teóricos e concretos. 

Em termos teóricos por uma razão simples. Nem toda a dívida pública contraída é legítima, ou seja,  foi contraída de forma a beneficiar os interesses do País, sejam eles quais fossem, pelo que neste aspecto haverá que chegar a parâmetros de enquadramento sobre a legitimidade e a não legitimidade da dívida. Que critérios tornam uma dívida legítima ou ilegítima?

Contudo há casos concretos que não oferecem dúvidas sobre a sua ilegitimidade.

O caso flagrante, aceite penso que por toda a gente é o BPN.

Os roubos praticados no BPN por um grupo de pessoas bem identificado repercutiram-se no aumento da dívida pública portuguesa em montante ainda não determinado.

Trata-se de um caso claro em que não devem ser os contribuintes a suportar e a saldar esta dívida, como está a suceder. Outros casos mais seriam fáceis de identificar.. 

A Justiça ainda não funcionou, neste caso, não se entendem as razões.

Agora constituiu-se mais uma Comissão a nível da AR que francamente não irá muito longe, quando a maior eficácia no seguimento deste caso era avaliar a quanto monta. Fazer-se justiça e os potenciais condenados obrigados a pagar. Têm bens mobiliários e imobiliários e deveriam esses bens reverter para o Estado.

É o mínimo a fazer. Porque razão temos nós contribuintes ser obrigados a pagar estes roubos?

Bastava a justiça portuguesa funcionar um pouco à americana e este caso já estaria resolvido

Comments:
Eu também! Antes de atribuir culpas à preguiça do mediterrânicos, à dupla Merkozy, etc, haveria que fazer essa auditoria, e ainda que saibamos que haveria sempre divergências sobretudo no campo da legitimidade, (quando é que uma PPP foi feita para negócio/corrupção ou simplesmente má avaliação do investimento) poderíamos saber em relação ao que é que divergimos.
NG
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?