.comment-link {margin-left:.6em;}

2012-07-04

 

O Governo de corda ao pescoço

Apesar das fortes medidas de austeridade tomadas, o governo de Passos Coelho/Vítor Gaspar para as contas com a Tróika vai ter de pedinchar a essa mesma trilogia várias benesses. 

Mais dinheiro, mais prolongamento de prazo, juros menos onerosos e mesmo assim não vai lá, não cumprirá os défices, a não ser que mate o mal pela raiz espoliando de vez os contribuintes que pagam impostos.

Não é muito difícil perceber onde está o buraco das políticas de austeridade. Se a economia portuguesa depende em 70% da procura interna, se se baixa essa procura com medidas de austeridade retirando poder de compra reduz-se o consumo e foi o que aconteceu e, por conseguinte, por muito que se aumentem os impostos as receitas fiscais reduzem-se e foi exactamente o que aconteceu.

Além disso a fuga aumentou. Só quem não anda na rua não vê. E para algumas casas é a vereda para sobreviver mais uns dias.

Não é preciso ser grande guru das finanças para ver isso.

Mas o Professor Vítor Gaspar, ilustre professor não viu.  Elaborou modelos sofisticados que lhe deram valores muito simpáticos e apetitosos, que apontavam para folgas no cumprimento dos objectivos do défice para este ano.

Modelos são modelos. Boas ferramentas sem dúvida mas precisam de alimentação de qualidade. 

A ração de Gaspar provou-se não foi a indicada e assim a magreza das receitas fiscais só foi observada tardiamente.

Será que o Governo Passos Coelho/Vítor Gaspar para as contas vai insistir novamente no mesmo?

Etiquetas:


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?