.comment-link {margin-left:.6em;}

2012-09-11

 

Torres Couto defende greve geral apesar de a UGT ter "traído"

À TSF, Torres Couto disse que agora, mais do que nunca, CGTP e UGT deviam unir-se e parar o país, embora seja algo difícil de acontecer depois de a UGT ter subscrito o acordo de concertação social, que a CGTP recusou assinar.
«A CGTP marcou uma jornada de luta para o dia 1 de outubro, mas eu penso que o momento é para fazer uma greve geral a sério em Portugal».
Ainda assim, o antigo líder da UGT reconhece que «também não é fácil para a própria CGTP voltar a assinar com a UGT a apresentação de um manifesto conjunto a fim de convocar os trabalhadores para essa greve geral, quando a UGT o fez em novembro e traiu em fevereiro». [Link]
Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?