.comment-link {margin-left:.6em;}

2012-10-30

 

ORÇAMENTO 2013. DEBATE GERAL

Começou a desinformação sobre o OE e da "necessidade" do governo tomar medidas tão drásticas que, para funcionários públicos e pensionistas e reformados correspondem a quase três meses de cortes e para o sector privado a cerca de mês e meio.

O governo esconde a verdade.  

O que aconteceu é uma coisa muito simples. Toda a gente sabe que este governo não cumpriu as metas negociadas com a Tróika, nem mesmo a do défice que ficou muito acima dos 4,5% como muitos de nós sempre afirmaram.

 A 5ª avaliação do plano de resgate foi mesmo muito penalizadora e dura para o governo. Foi passado um atestado de incompetência ao governo e impostas novas medidas e mais duras. 

É a população a pagar a inabilidade do governo.

Mas as medidas previstas são do mesmo estilo. Nenhuma instituição portuguesa ou internacional dá credibilidade às previsões do governo para 2013 de que a economia só vá cair 1%. Ninguém.

A menor margem de erro é que desta vez o centro das medidas incide em cortes do IRS. Mas mesmo assim há margens para erros. Como o governo não mudou de receita não vai na mesma cumprir em 2013 e até tem plena consciência.  Daí hoje ter aparecido um plano B para a derrapagem para o ano, o que equivale  a mais medidas, mais cortes, mais empobrecimento, menos capacidade de poder de compra para o povo em geral.

Só há uma saída. Forçarmos a queda deste governo.



Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?