.comment-link {margin-left:.6em;}

2012-11-15

 

Os ridículos

Ontem houve greve geral na Europa. Em Portugal, comentários das mais altas instâncias sobre esta greve.

Com sorrisos meios desvanecidos embora, toda estas altas instâncias vieram dizer que respeitam a constituição e que a greve está nela consagrada.

Mas logo desfazem-se em grandes elogios a quem trabalhou e muitos trabalharam desejando fazer greve. Conheci alguns casos assim e a comunicação social refere hoje situações dessas porque um dia sem salário para muitos faz grande falta à sua economia doméstica. Certamente não era para estes que os elogios do  PR e do PM se dirigiram.

Mas mais ridículo é a referência de Passos Coelho aos desempregados, quase a insinuar que esses se tivessem emprego trabalhariam. Durante o Estado Novo é que quem não votava nas eleições era contabilizado como voto a favor das listas da União Nacional

Mas fiquei chocado com o PR que veio dizer a mesma lenga lenga mas afirmar que recebeu o seu homólogo presidente da Colômbia. 

Mas que queria ele fazer? Queria fazer greve? Era um caso interessante, corria mundo, encheria os jornais.  Perdeu uma oportunidade.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?