.comment-link {margin-left:.6em;}

2012-11-02

 

Só A RUA nos poderá ajudar a salvar

 
Corre por aí, pelo espaço público, com paternidades várias, prudentes avisos de que as manifestações, as desagradavelmente repetidas manifestações, em especial as grandes manifestações, em suma A RUA, não leva a nada ou não resolve nada ou só pode piorar a situação política, económica, social.
 
Entendo, com bonomia, quem se empenha em todas estas recomendações. E são de desvairadas famílias políticas. Do "passismo", grupo que, segundo Pacheco Pereira "tem lá agora qualquer ideologia política!", anda aí a tratar da vidinha e apenas aparenta ser ultra-neoliberal por convenientemente se ter arrimado a Gaspar & Borges que esses sim representam os interesses maiores dos mercados ou, se quiserem, da troica. Mas os prudentes avisos contra a RUA vem também de gente bem posta da área do PS e naturalmente, como lhe compete, das bandas mais conservadoras da Igreja. Só estranhei, mas só até certo ponto, em particular pela imprudência, ver no coro eclesial o patriarca D. Policarpo. "Não havia necessidade" mas prova que, aos olhos da Igreja e a Igreja tem uma sabedoria milenar, a RUA está aí e tem um grande potencial.
 
A saída da crise em Portugal, a saída possível, aquela menos desfavorável, para as classes médias e os trabalhadores, no contexto muito adverso da UE e em especial da zona euro, só será possível com a preciosa ajuda da... RUA.
 
A RUA já deu uma ajuda decisiva ao enterrar o episódio pontual da TSU e, mais importante, ao reduzir a "fanicos" a invejável popularidade inicial do governo do dr. Passos Coelho e do dr. Relvas. A RUA atemoriza os poderes dos privilegiados, fortalece as tendências políticas progressistas dentro dos partidos e dá esperança aos portugueses que vêem os seus direitos espezinhados e se sentem, por este caminhar, condenados à pobreza e à marginalidade. Não estamos, pelo menos por ora, em situação revolucionária ou pré-revolucionária e a política só se poderá concretizar através dos partidos e dos mecanismos institucionais democráticos. A RUA não porá, pelo menos por enquanto, isso em causa e no atual momento só a RUA poderá dar a ajuda indispensável a uma saída favorável ou menos desfavorável à esmagadora maioria dos portugueses. 
 
O governo está morto mas insepulto, só a RUA poderá constranger ou dar força e ânimo a quem tem os mecanismo constitucionais para o ato misericordioso de lhe levar "o corpo à terra". 

Comments:
Somente a luta de massas pode resolver esta contradicão em que se debate a nossa sociedade.Vanguarda é quem encabeca a luta de todos os trabalhadores e do povo em geral em direccão a uma sociedade cada vez mais participada. À vanguarda cumpre organizar o exército. Há que ir ao povo e com o povo lutar pelas necessidades mais sentidas. Organizar, organizar, organizar...
 
Blog 'Ladrões de Bicicletas':
«...em 2013 dar-se-á início ao desmantelamento/destruição do modesto Estado-providência que a custo fomos construindo segundo os princípios da Constituição de 1976.
Chegados a esta encruzilhada, já não podemos adiar a escolha. Desmantelamos o Estado-providência a pretexto de sanear as contas públicas após o que, já sem financiamento europeu, acabaremos por deixar o euro. Ou assumimos que chegou a hora de dizer basta!, recuperamos a soberania sobre a nossa moeda e reestruturamos a dívida pública...»

.
.
-> Consultar o know-how islandês poderá ser muito útil!
[obs: deve-se icentivar atitudes de participação cívica... que não sejam... gritar com megafones, derrubar barreiras policiais, etc]
-> A Islândia conseguiu colocar um TRAVÃO nos Credores-esmifradores:
- Islândia: a revolução censurada pelos Media, mas vitoriosa!
Resumo (tudo pacificamente):
- Renegociação/reestruturação da dívida;
- Referendo, de modo a que o povo se pronuncie sobre as decisões económicas fundamentais;
[uma sugestão: blog «fim-da-cidadania-infantil»]
- Prisão de responsáveis pela crise;
- Reescrita da Constituição pelos cidadãos.
{Obs: Os políticos e os partidos políticos vão ter que se aguentar... leia-se, têm de passar a ser muito mais controlados pelos cidadãos}
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?