.comment-link {margin-left:.6em;}

2013-01-23

 

Dizer que a estrondosa vitória foi devida ao BCE é pior que traição


Os telejornais informaram o país que o Governo e tanto ou mais que o Governo o Gaspar resgataram os portugueses do estado de desgraça em que Portugal caíra de há um ano para cá com o êxito da ida aos mercados. O Passos foi aos mercados pedir emprestado uns milhares de milhões a médio prazo e não só encontrou quem lhe emprestasse dinheiro como lho emprestaram a um juro muito mais baixo do que há um ano. Apesar de o juro ser 4 vezes maior que o que a Alemanha paga foi um estrondoso êxito e comprova a enorme sagesse do nosso Gaspar. É certo que o Governo não conseguiu tudo. Nem legitimamente se lhe poderia exigir tudo. É certo que falhou no défice para 2011 e também logo por azar para 2012. A dívida, para desfeitear o Governo e por artes maléficas da oposição (figas e recusas em colaborar) também aumentou. O PIB … bem o PIB também diminuiu mas nem tudo diminuiu, por exemplo a recessão aumentou. É claro que o desemprego aumentou mas não se pode ter tudo, né?! Apesar destes contratempos o Governo entra em 2013 com esta vitória estrondosa de ter conseguido ir aos mercados. O seu trabalho e o do Gaspar, foi tão bom que até a coisa se repercutiu na Grécia e na Irlanda e até na Espanha e em outros países europeus que à custa do bom exemplo do governo português também conseguiram ir aos mercados como nós com um juro melhor. Foi o exemplo de “bom aluno”, a experiência adquirida nos bancos pelo Dr. Gaspar, pelo Dr. Moedas e o Dr. Borges no Goldman Sachs, e o facto de o governo ter mostrado, com atos, à troica que não só faria tudo o que os credores lhe mandassem fazer como faria mais do que lhe pedissem que ele não está para outra coisa.
Mas lá está!... a oposição não gostou deste êxito enorme do Governo e pôs-se para aí a dizer que a confiança dos mercados não é em nós nem na nossa economia mas apenas porque o BCE disse há uns tempos atrás que podiam emprestar dinheiro aos países em dificuldades porque ele, ele BCE, garantiria em última instância o pagamento aos credores.  

Digam lá se não é mesmo uma ignomínia, diria mesmo uma traição esta atitude de os opositores da Situação desvalorizarem o trabalho árduo e inteligente do governo Português, aliás com o apoio do Presidente da República ainda que um pouco envergonhado.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?