.comment-link {margin-left:.6em;}

2017-04-12

 

O ataque norte-americano à Síria em 2017-04-04

Artigo de FRANCK MARGAIN  In “TRIBUNE” 
Conselheiro Regional d’Ile-de-France e vice presidente do Partido cristão-democrata, FRANCK MARGAIN trata os últimos acontecimentos que se desenrolaram na Síria. Ele foca a desinformação operada e a imprudência dos países ocidentais.
_______________
Esta semana após um ataque do exército sírio contra uma base islamita, imagens de civis mortos foram difundidas. Disseram-nos que tinham sido vítimas de um bombardeamento de gás de combate sarin. Disseram-nos mesmo que não havia nenhuma dúvida acerca do tipo de gás, e sobre o facto de que ele foi usado pelo exército. Na sequência disto os Estados Unidos desencadearam um bombardeamento sobre uma instalação militar síria com o apoio do governo francês
Tratava-se do cheiro característico do gás sarin. Mas o gás sarin é inodoro.
Hoje em França, somos uma população mais instruída, caracterizada por um espírito cartesiano. Quando nos dão uma informação não a tomamos pelo preço facial sem reflectir sobretudo quando ela pode pela sua natureza afectar o nosso destino nacional. …
Em primeiro lugar as imagens que são difundidas provêm de uma zona controlada pelos Jihadistas. Quem lhas deu e difundiu? Nos diversos testemunhos de socorristas repetiram-nos que se tratava do cheiro característico do gás sarin. Mas o gás sarin é inodoro! Então de que gás se tratava ? O Exército sírio está presentemente numa situação vitoriosa. E no combate em questão não há manifestamente nenhum interesse táctico na utilização de gás de combate. Porque terá ele decidido correr o risco de utilizar uma arma inútil, proibida, que ele mesmo oficialmente abandonou sob controlo internacional?
Actualmente em posição de força, qual seria o interesse do regime?

O governo sírio está em posição política de força. Reganhou o controlo dos principais pontos do seu território. É apoiado pela Rússia e a China. E esta semana as declarações americanas indicavam justamente que o seu derrubamento não era mais uma prioridade. Então porque iria ele fazer precisamente o que poderia enfraquecer na cena internacional? Não nos retruquem que é por estupidez. Quem poderia acreditar nem que por um instante que um sistema político que resistiu a uma guerra tão longa, tão poderosa, internacional, desencadeada contra si, seja estúpido?
Os mesmos que nos falam hoje de ataque químico, falaram-nos também em 2013. Na altura o presidente François Hollande queria também desencadear a sua guerrazinha. Mas os Estados Unidos tinham posto fim às suas veleidades de ir para a guerra revelando ao mundo a sua impotência. Depois, após investigação, revelou-se que eram os mercenários islamitas que tinham utilizado o gás. Então como acreditar neles hoje?
Ataques americanos desencadeados contra o direito internacional
Os ataques americanos tiveram lugar antes que uma investigação determinasse os factos. E foram desencadeados contra o direito internacional. Contudo François Hollande apoia-os e apela mesmo a prolongar esta acção
Na Síria não há senão dois campos os jihdistas e o regime Assad. Todos sabem que os “rebeldes moderados” são uma expressão da propaganda. Então derrubar o regime é colocar no poder o DAESH e similares. Por que apoia o governo socialista colocar os islamitas no poder?
A Síria tem um interesse geoestratégico vital para a Rússia ( base militar virada ao mar Mediterrâneo) É uma linha vermelha  cuja ultrapassagem poderá desencadear um incêndio generalizado. Qual é o interesse da França em atingir os interesses vitais da Rússia? A França e os Estados Unidos tem morto centenas de civis em Mossul. Em quê estas perdas civis são mais aceitáveis quando o alvo é o mesmo e o sofrimento é o mesmo?
Enfim não é estranho de constactar que os mesmo que nos apresentaram Trump como um odioso personagem durante meses, o louvem com uma satisfação mal disfarçada. Para passar do campo do mal para o campo do bem é suficiente lançar alguns mísseis, e matar de caminho alguns civis.

Reflitamos bem a tudo isto. E evitemos que nos façam embarcar nima guerra que nos possa precipitar e o mundo connosco num caos generalizado. Nós que temos a experiência de duas guerras mundiais não deixemos que se repita uma engrenagem do tipo arquiduque Franz Ferdinand. [Incidente que desencadeou a 1ª guerra mundial]

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?