.comment-link {margin-left:.6em;}

2006-07-27

 

Os fins não justificam os meios.

Alguns comentários aos artigos do Manuel e do Raimundo sobre a guerra no médio oriente lembram-me os argumentos dos defensores de Estaline que justificavam o injustificável com a grandeza do objectivo distante: assim se justificavam os processos falsificados, e as deportações com o socialismo que viria um dia. Da mesma forma hoje se justifica o ataque a alvos civis, a transportes humanitários ou a observadores das nações unidas com a resistência ao Islão obscurantista. Com a necessidade de defender o estado de Israel fecham-se os olhos às "eliminações" de inimigos por parte de um país que aboliu a pena de morte.

Convém lembrar que os actuais alvos do exército de Israel são exactamente os países mais democráticos e mais seculares da região. Tanto o Líbano como a Palestina são sociedades pluralistas com uma verdadeira oposição e com uma imprensa livre e importantes minorias religiosas: druzos, arménios, maronitas, católicos, ortodoxos, etc. Pode-se legitimamente perguntar qual a finalidade de bombardear as centrais eléctricas, destruir o aeroporto, calar as rádios na suposta luta contra a ameaça Islâmica que nos quer destruir.

O ataque ao Líbano é totalmente desproporcionado, serve para desestabilizar um país que começava a refazer-se após uma guerra civil sangrenta e a ocupação Síria. Tentar justificar esta guerra como um episódio do combate entre os bons e os maus é um bom exemplo de ignorância ou, pior ainda, desprezo pela cultura de milhões de pessoas.

Edward Said (1925-2003), professor de literatura na universidade de Columbia, palestino, homem de grande cultura escreveu um livro (Orientalism) e vários artigos sobre a maneira como o mundo ocidental vê o oriente. Sobre este tema aconselho-vos a a leitura do artigo Islam Through Western Eyes.
Comments:
A mais importante das Guerras trava-se no Planeta e chama-se POBREZA. A Sede, a fome e a falta de condições basicas de sobrevivencia estão a vitimar DIARIAMENTE milhares de vitimas(crianças!), até em países ditos desenvolvidos!
Insistem em ocultar a ausencia de agua potavel e medicamentos acessiveis a milhoes de seres humanos, e o que se continua a noticiar com honras de abertura televisiva é uma guerra com 600(?!) mortos. Desculpem a minha frieza, todas as vitimas na faixa de Gaza são importantes, mas é demais ignorar o desequilibrio galopante que vai alastrando pelo planeta. Do Brasil à China, dos States às Coreias, da Nigeria a PORTUGAL, os desequilibrios serão um dia incontrolaveis e nesse dia não haverá retorno possivel!
Merda para o Médio Oriente, para o Petroleo e para TODAS as Religiões que veneram Deuses Estupidos!
 
Não se trata de um problema de frieza mas de ignorância ou utopia bacoca. Como é possível resolver um problema tão global como o da fome ou da pobreza com a rapidez com que, apesar de tudom se pode parar aquela guerra? Ou então siga e diga-seabertamente: "deixá-los matarem-se" AP
 
Porque carga de água, sempre que se verifica o bombardeamento de qualquer cidade ou lugar do Líbano há senhores jornalistas que
referem/afirmam/explicam/justificam/desculpabilizam dizendo que se tratou de um ataque a um bastião do Hezbollah.

Veja-se no dicionário:

bastião
do Fr. bastion
s. m.,

trincheira;
muro que serve de anteparo ao ângulo saliente de uma fortaleza;
baluarte;
sentido figurado reduto; sustentáculo.

Fico impressionado com sabedoria que exalam.. Como é que eles lograram saber/divisar/descobrir/investigar/adivinhar que aquelas cidades ou lugares são:
um muro do Hezbollah;
uma trincheira do Hezbollah;
uma fortaleza do Hezbollah;
um baluarte do Hezbollah;
um reduto do Hezbollah;
um sustentáculo do Hezbollah;

Deixo aqui algumas hipóteses explicativas para tanta sapiência. Escolha aquela que lhe parecer a melhor (ou a menos má...!!!):
* porque são bem informados
* porque foi a informação que colheram no local
* porque são os dados de que dispõem
* porque consultaram o CIA Fact Book
* porque perguntaram ao Mossad
* porque se não fosse assim... Israel não atacava
* porque pesquisaram na net
* porque toda a gente diz isso
* porque tinham de dizer qualquer coisa
* porque estão a gozar connosco
* porque nos estão a chamar parolos
* porque...

Mãezinha...!!!

António Vilhena
 
______________________________

Viva Pedro.

Obrigado pelo link para The Nation. Aproveitando a tua boleia, aconselho tb aos interessados a leitura de um outro artigo do Saïd, igualmente a propósito: What Israel has done.
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?