.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-01-09

 

Falsa partida de Manuela Ferreira Leite


Percebe-se o "timing" do desafio de Manuela Ferreira Leite, lider do PSD, a José Sócrates, primeiro ministro, para um debate na televisão.
O cerco aperta-se. Os momentos de silêncio foram demasiado longos e dentro do partido há muitos, pelo menos alguns, a falarem em congresso extraordinário dos "laranja". A comissão política do PSD/Madeira, liderada por Alberto João Jardim, estendeu o benefício da dúvida até finais de Fevereiro (coincide com o Carnaval).
E tal como Guilherme Silva, porta-voz da reunião, disse, a direcção nacional terá de garantir que tem condições para substituir o PS pelo PSD nos três actos eleitorais. É obra! Portanto, é óbvio que Ferreira Leite queira, agora, tentar marcar agenda sabendo de antemão que Sócrates iria recusar. Mas foi uma acção de marketing político em vão, diga-se. Não estamos, ainda, em campanha eleitoral e infelizmente a história democrática portuguesa não tem dado exemplos deste tipo de frente-a-frente fora dos calendários das urnas. O debate entre o governo e os deputados faz-se quinzenalmente na Assembleia da República (na Madeira nem isso).

Obviamente que os debates entre os candidatos a primeiro ministro surgirão na altura certa. Mas se Manuela Ferreira Leite quer antecipar, explique, então, em primeiro lugar aos Portugueses que modelo quer para o país. Há palcos de sobra para o evento. É que, ainda, ninguém entendeu. A confusão é de tal ordem que as palavras baralham. Portanto, venha daí um pré-manifesto que esclareça a posição do PSD face à economia, ao ensino, à saúde, ao desemprego, ao investimento, às relações internacionais e conflitos armados, às ligações institucionais com as regiões autónomas, às questões europeias e autárquicas. Há tanto para explicar.

O povinho vai exigir muito mais destas eleições legislativas do que um mero lazer televisivo. Para isso tem telenovelas, talkshows, danças com eles, cantorias e momentos da verdade. E esta é válida para o partido do poder.

Etiquetas: , ,


Comments:
1. Penso que o que MFL quererá pedir

é a antecipação das eleições legislativas

e nesse quadro, ter esses debates entre candidatos a PM.

2. Compreende-se, pois ela tem o seu lugar em perigo no seu PSD

e esse é um salto em frente que a magnifica senhora tenta ensaiar...

abraço
 
Umh!Não me inclino nada para o teor do comment anterior. Mas se nos desígnios de MFL estiver eleições antecipadas para fugir à "crise jardinista", ela terá de ir rogar a Belém, de corda ao pescoço e pé descalço, porque Cavaco está noutra quer é complicar a vida a José Sócrates e legislativas antecipadas também favorece Sócrates. Aliás Cavaco entrou numa de ser ele oposição. Deixou de ser "Presidente". Agora só a esquerda esquerda vê nele um "aliado" do bota abaixo.
A. Santos
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?