.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-02-05

 

O meu Yd, o teu Yd, o nosso Yd.....o deles

O presidente do Banco Central Europeu reconheceu hoje que as taxas de juro poderão voltar a baixar, mas reforçou que, de momento, está fora de questão colocar os juros no nível de 0%, que já está vigente nos EUA. Está bem, com os EUA posso eu! E Portugal?

A minha dúvida é tão primária que até tenho vergonha. Como todos sabemos a taxa euribor desceu nos empréstimos, mas há bancos que aumentaram os juros à "pala" do spread. Será que foi para isto que o governo andou a dar avales à Banca?

Não se percebe. Ainda nada se reflectiu nas famílias. Não será tempo do Ministro das Finanças, ou o Primeiro-Ministro, seguirem os passos de Zapatero e mandar avisos aos senhores do dinheiro?

Por que será que o peditório bate sempre à porta dos mesmos, ou seja, no queijo da sandes? A sobrevivente classe média. Média? Média de quê?

Esta crise é muito pior do que anteriores, dizem. Mas é mais chique. Porque colocou o global no epicentro do terramoto. E sempre são banqueiros, gente das finanças, da Wall Street às ruas do Ouro ou da Prata. Responsabilidades? Assobia-se para o ar. E metam no arquivo das memórias as teorias económicas.
O que já sofri à conta do Yd (rendimento disponível) e, pelo visto, continuarei. Só que desta vez não há fórmulas.

Etiquetas:


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?