.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-09-28

 

Resultados eleitorais de leitura dificil (1)

Estes resultados estão viciados pela distribuição do nº de deputados indevidamente atribuídos a certos círculos eleitorais. A situação da Madeira é típica onde há um deputado a mais do que seria correcto, mas não é caso único e, desta vez, justiça se faça, o erro não pode ser atribuído a Alberto João Jardim. Ele não pode ser culpado que a CNE e o MAI atribuam mais votantes que população residente à Madeira.

Pondo de lado este erro de base crasso, que efectivamente distorce os resultados finais dos partidos mas sobre o que nada há a fazer, penso no entanto que a direita no seu conjunto é a beneficiária desta situação anómala não corrigida no devido tempo.

Os resultados da eleição de ontem são de facto complexos em termos de governação futura do País.

Podemos dizer que apenas os dois partidos de direita tiveram resultados claros em termos operacionais: o PSD pela derrota (não faz governo) e o CDS por uma vitória significativa com a conquista do 3º lugar torna-se em certos casos mais importante no Parlamento que o próprio PSD.

Esta situação pode a prazo "revolucionar" a matriz da direita até agora dominante porque indicia que estão mudanças profundas em curso que poderão levar a uma recomposição da direita, onde o CDS venha a dispôr de um peso político de outra dimensão.

Sobre os restantes partidos darei a minha leitura num outro comentário.

Etiquetas: , ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?