.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-01-20

 

A revista Sábado descobriu a escritura que Cavaco não quis revelar

A revista Sábado descobriu a escritura do negócio de Cavaco Silva com a vivenda da Aldeia da Coelha, em Albufeira, escritura e negócio que o candidato se tem recusado a esclarecer. Os valores envolvidos na troca da vivenda Mariani, em Montechoro pelo terreno da Aldeia da Coelha adensam a suspeita sobre todo o negócio, como bem observa, José Manuel Correia Pinto no seu blog POLITEIA.
A recusa de Cavaco Silva a esclarecer este caso, como o da suspeita compra e venda das acções da SLN a Oliveira e Costa, revelam a presunção e sobranceria de um candidato que num país com outras tradições democráticas estava condenado à desistência ou à derrota.
Mas o que se vai conhecendo destes casos diz-nos também que Cavaco Silva tem legítimo receio que tudo se esclareça.

O que mais espanta nas revelações que têm surgido é que Cavaco Silva afinal nunca se desligou, daquele grupo de pessoas que na AR já foi designado pelo "gang do BPN" e que desfalcou o país em mais de 2 mil milhões de euros que temos agora de pagar com os impostos. Essa ligação é patente no negócio das acções da SLN, depois no negócio da Aldeia da Coelha onde Oliveira e Costa e outros, do mesmo grupo, são vizinhos, depois na escolha para o Conselho de Estado de Dias Loureiro, depois na escolha de algumas destas pessoas envolvidas na SLN/BPN para a sua candidatura. Tudo isto para já não falar nos célebres, suspeitos e milionários perdões fiscais assinados por Oliveira e Costa quando Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, no Governo de Cavaco Silva. Só a Cerâmica Campos tinha uma dívida ao Estado de 2,1 milhões de euros.
A arrogante recusa a discutir aqueles casos, que ficariam de imediato arrumados e fora da campanha, parece indiciar cumplicidades que não quer beliscar.

Não é chocante que o candidato Cavaco Silva não tenha tido até hoje uma palavra de condenação, dos autores e cúmplices do maior roubo no país que agora nos cabe a nós pagar?

Etiquetas: , , , , , ,


Comments:
Defensor Moura, lebre de Alegre, conta no seu historal de candidato que fez a campanha de Humberto Delgado.

Ora com 12 anos (1958) esta criança superdotada tambem descobriu a careca do BPN a Cavaco!

Mas que campanha porca!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?