.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-06-25

 

BPN, o grande buraco, a exigir solução imediata

A troica exige uma solução para o BPN até finais de Julho. As soluções ou são de venda ou de liquidação.

O Estado português já gastou com o BPN (digamos, a fundo perdido) uns bons milhares de milhões de euros. Qualquer que seja o desfecho, pouco ou nada vai recuperar do que gastou. O BPN é um caso de polícia puro e duro de altas figuras, próximas do PSD, actual governo e próximas de Cavaco Silva, figuras do passado como Dias Loureiro. Tudo muito atrasado e toda a gente tem a sensação de que "quem se vai lixar é o mexilhão".

A intervenção do governo de José Sócrates foi um erro. Esta foi a minha posição de início e mantenho. Sempre defendi a intervenção no grupo e não no BPN.

Hoje os argumentos em defesa da intervenção no grupo são ainda mais claros. Mas nada a fazer.

Agora há que resolver a situação da forma menos gravosa nem que seja de modo simbólico: um euro pelo capital.


Etiquetas: ,


Comments:
Digo não à privatização de empresas lucrativas. Porque dão lucro e não faz sentido vcender um negócio que dá lucro. Mas também por outra razão dentro da lógica do liberalismo que nos governa: as privatizações irão desviar o financiamento dirigido à produção de bens transacionáveis, que tão necessário é para se recuperar o essencial - o crescimento económico.
Tinham razão os nossos agora ministros liberais ao dizerem que a compra de títulos do tesouro pelos bancos portugueses induzia esse efeito.
Mas, curiosamente, põem em prática por outro modo o que antes criticavam.
Não passa de uma opção ideológica que irá sair cara a Portugal.
A não ser que pretendam que quem fique com as empresas a privatizar sejam ...os estranjeiros!
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?