.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-11-10

 

Desta vez reconheço António José Seguro corrige o tiro

António José Seguro vem recusar e bem o corte de subsídios ao privado. Corrige o tiro pois andava de braço dado com Cavaco, Rui Rio e outros nessa lenga-lenga da distribuição equitativa dos sacrifícios do resgate e de algum modo a defender, pelo menos implicitamente, uma sobretaxa no IRS para os privados.

Agora, a luta das almofadas não me convence. O caminho da equidade tem de ser outro. Há de facto poupanças possíveis (despesas intermédias, reestruturações etc) na Administração Pública sem colidir com os salários e há a distribuição da carga fiscal por todos os rendimentos, essa sim deveria ser equitativa, e está muito longe de o ser.

Onde está a tributação das transacções financeiras tão prometida? Onde está a tributação sobre as grandes fortunas, património e tratamento adequado das transacções com os off-shores?

Se tudo isto fosse tratado de forma condigna e séria não era só um mas os dois subsídios que seriam entregues aos funcionários públicos e pensionistas nos próximos anos.

Etiquetas: ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?