.comment-link {margin-left:.6em;}

2013-06-12

 

Corrupção? Mas qual corrupção?

Lembram-se do escândalo da venda do edifício dos CTT de Coimbra? De manhã o administrador dos
CTT Carlos Horta e Costa vendeu o edifício à Demagre por 14,5 milhões de euros e esta, à tarde, vendeu-o à ESAF - Espírito Santo Fundos de Investimento por... 20 milhões.  Seguiram-se outros negócios com outro edifício dos CTT em Lisboa, com a mesma gente e as mesmas empresas.
Carlos Horta e Costa era acusado junto com os outros administradores de ter prejudicado o Estado em 13,5 milhões de euros.
 
Público 2009: "Os investigadores do caso CTT suspeitam que, na venda de um edifício dos Correios em Coimbra, foi entregue aos ex-administradores Carlos Horta e Costa e Manuel Baptista um milhão de euros, que terá passado pelo BPN rumo a paraísos fiscais."
 
Horta e Costa, (DN) "afirmou que nem conhecia os compradores e (Público) "que foi para bem da empresa."
Com estas respostas o que é que o Juiz Manuel Figueiredo, que preside ao coletivo, podia fazer? Nada. Ontem absolveu-os. Se ao menos tivessem dito que roubaram, que receberam o tal milhão através do BPN num offshore, que delapidaram o dinheiro que é do Estado (nosso, nosso, dinheiro que falta para as pensões, a saúde, etc) ou que se tratava de uma banal corrupção, o Juiz, estou certo, condenava. Agora assim. Paciência.
_________
 
DN: (notícia de 2012 anterior à sentença que ontem absolveu   Horta e Costa.) "O antigo gestor dos CTT está pronunciado por seis crimes de participação económica em negócio e um crime de administração danosa, num processo que, envolvendo dez outros arguidos, está relacionado com a transação de um imóvel em Coimbra, Avenida Fernão da Magalhães, e outro em Lisboa, na Avenida da República, tendo lesado a empresa segundo o Ministério Público em mais de 13 milhões de euros.
Interrogado pelo juiz Manuel Figueiredo, que preside ao coletivo, Carlos Horta e Costa afirmou não conhecer as empresas nem as pessoas envolvidas na compra dos dois edifícios.
"Não conheço as pessoas em causa, a que propósito iria beneficiar quem não conheço de lado nenhum [ vendeu mas não soube a quem!!!! ;) ] e prejudicar uma empresa que conheço bem", os CTT, e pela qual "lutei toda a vida", questionou Horta e Costa." 

Etiquetas: , , ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?