.comment-link {margin-left:.6em;}

2015-04-06

 

Teixeira dos Santos ministro das Finanças de Portugal ou dos Bancos?

Teixeira dos Santos esteve hoje na TVI a explicar como, na qualidade de ministro das finanças, traiu o 1º M José Sócrates, a conselho dos bancos e por convicção própria. Submeteu assim o país à humilhante e dramática intervenção da troica. O 1ºM dizia que não queria governar com o FMI cá dentro a mandar. Passos Coelho em nome da facção neoliberal do PSD, punha-se em bicos de pés, oferecia-se aos credores e aos mercados e ufano, anunciava "eu governo com o FMI! Eu governo com o FMI !!". E governou e governa. Para o FMI, para o BCE e para a UE às ordens da Alemanha de Merkel. Com a ajuda do PSD, do CDS e o apoio do PCP e do BE que chumbaram o voto de confiança no Parlamento.
Pode-se dizer que o PEC IV não levaria a lado nenhum e que a troica era inevitável. Não se sabe. É mera presunção da direita e dos que se comprometeram com ela. Poder-se-ia dizer o mesmo de Espanha que estava em condições idênticas às de Portugal. Mas a Espanha não tinha lá um Passos Coelho e um Portas ansiosos por governar mesmo que às ordens do FMI e... não quis a troica.
Teixeira dos Santos veio à TVI dizer como trocou a sua obediência ao 1º M pela obediência à banca (e à sua consciência !) que é suposto não terem ido a votos para governar Portugal. E como se sabe a agiotagem financeira confunde os interesses do país com os interesses dos oligarcas donos dos bancos e com as remunerações dos seus administradores acima, sempre acima, "Deus é grande", dos 100 mil euros mensais.

Etiquetas: , ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?