.comment-link {margin-left:.6em;}

2009-03-27

 

O primeiro calmante de Isaltino

Esta noite não durmo. Vou ter insónias. Li todas as notícias sobre o julgamento do presidente da Câmara de Oeiras - por cansaço deixei de lado as referentes ao ex-autarca de Marco de Canaveses - e concluí que vou ter problemas de sono.

Se durante toda a minha vida profissional nunca fugi ao fisco, nem tive 400 mil euros em numerário de sobras de algo que não era meu (nem meu, nem dos outros); se nunca questionei a hipótese de poder prejudicar o Estado - nunca me passou pela cabeça tal coisa.. agora apetece "passar-me" - simplesmente há deveres que se cumprem para, depois, poder gritar pelos meus direitos; se para mim Cabo Verde é "morna", areia e calor, ilhas, arquipélagos, poetas da "Claridade", pobreza, dificuldades e gente boa, e não ofertas de terrenos a autarcas "geminados"; se o meu carro nunca serviu governo nenhum; se nunca "dissimulei quantias" auferidas por alegados favores de promotores imobiliários, etc, etc....que raio!...
Como é que eu consegui dormir descansada durante tantos anos?
O dr. Isaltino diz que só agora tomou um calmante. Boa. Para quê? Para dormir ou ficar acordado? Está a gozar com a malta, só pode.

"Em matéria fiscal não sou um bom cidadão», disse. Mas eu sou. E não cito mais frase nenhuma para não me irritar mais. Mas vamos lá esclarecer uma coisa. No meio de tudo isto, quem é que tem direito à soneca de anjo?

Obviamente que o dr. Isaltino e sr Avelino Ferreira Torres porque, a mim, esta história dá insónias.

Espero que o calmante tenha receita médica. Não há calmantes de venda livre. Só chás, como o de valeriana, o chá dos gatos, recomendado devido à ausência de efeitos secundários hipnóticos graves.

Etiquetas:


Comments:
excelente crónica.
 
Obrigado pela recomendação. Foi uma surpresa. Desconhcia.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?