.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-04-27

 

Memória

No dia 25 de Abril de 2010, o Movimento Não Apaguem a Memória! - NAM em parceria com a CML, inaugurou uma placa indicativa do lugar onde funcionou a sede da PIDE/DGS, na Rua António Maria Cardoso em Lisboa. Como se sabe o Estado alheou do dever de preservar a memória e de criar alí um núcleo museológico, como sucede por toda essa Europa em situações similares ligadas com a 2ª Guerra mundial, o nazismo, o fascismo. Sem vestígios de memória o negócio do imobiliário criou ali uma urbanização privada de luxo.
Pretendemos no local criar um memorial às vitímas da PIDE. Objectivo incluído no protocolo assinado com a CML em 25 de Abril de 2009. Outro objectivo constante desse protocolo uma exposição "A Voz das Vítimas" (Cooperação do NAM com Fundação Mário Soares e Instituto de História Contemporânea da UNL, e apoio da Comissão das Comemorações do Centenário da República) na antiga cadeia do Aljube, em frente da Sé de Lisboa, será inaugurada em Outubro deste ano. Também está em marcha outro objectivo desse protocolo  a criação, após esta exposição, de um museu da luta pela liberdade sob a tutela da CML no edifício da antiga cadeia do ALjube resultado da cooperação entre o NAM, o então ministro da Justiça Alberto Costa (ex-preso político no Aljube) que desocupou o edifício e o presidente da CML, António Costa.
Reportagem fotográfica aqui ao lado no Memórias, no site do NAM e no blog Caminhos da Memória.

Etiquetas: , , ,


Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?