.comment-link {margin-left:.6em;}

2011-07-22

 

Stiglitz e Krugman acusam o BCE de agravar a crise

O BCE devia adoptar uma «posição mais activa» face à crise soberana na zona euro, diz esta sexta-feira o Nobel Joseph Stiglitz, com Paul Krugman a acusar a instituição de estar a piorar a situação.

Num artigo de opinião publicado no «Financial Times», o Nobel da Economia  Joseph Stiglitz escreve que «se o Banco Central Europeu (BCE) está preocupado que um evento de crédito vai levar a agitação nos mercados financeiros, deve tomar uma posição mais activa para abordar os problemas de base, eliminando a falta de transparência nas trocas de derivados, garantindo que os bancos estão adequadamente capitalizados e prevenindo os bancos de estarem excessivamente interligados».

Por seu lado, o também Nobel da Economia Paul Krugman escrevia no «New York Times», num artigo intitulado «A depressão menor» ... com sarcasmo: «Terei eu mencionado que o BCE - ainda que, felizmente, não a Reserva Federal - parece determinado em piorar as coisas ao aumentar as taxas de juro?»

Krugman refere que, mesmo que as negociações sobre as dívidas nos dois lados do Atlântico sejam bem sucedidas, pode-se estar a «repetir o grande erro de 1937: uma viragem prematura para a contração orçamental que descarrilou a recuperação económica e garantiu que a Depressão duraria até à Segunda Guerra Mundial... ».
Link
Que leva o presidente do BCE a não "perceber" o que estes dois nobilitados economistas percebem com tanta clareza? É porque é estúpido? Não. É que aqueles não estão ao serviço da alta finança e Jean-Claude Trichet é presidente do BCE para isso mesmo.

Etiquetas: , , , ,


Comments:
em 37 havia menos actores

isso também tem a sua influência
 
Bom dia, caro Raimundo Narciso,
Fiz link.
Obrigado.
Abraço.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?