.comment-link {margin-left:.6em;}

2010-08-28

 

Casamento gay não afecta Vaticano ...

É o título de um artigo do Expresso de hoje sobre a condecoração de Cavaco e Sócrates pelo Papa na sequência da intervenção destas autoridades na visita de Bento XVI a Portugal.

Não sei mesmo se não afectou e fico com muitas dúvidas, não em relação ao Presidente Cavaco Silva, mas a Sócrates.

Vejamos. O Papa nomeou o PR Cavaleiro da Ordem Piana e a Sócrates atribuiu as insígnias da Ordem de São Gregório como a Maria Cavaco Silva. A ordem atribuída a Cavaco Silva é a segunda mais relevante do Vaticano e a Sócrates a terceira.

Esta situação estaria bem escolhida, é um problema hierárquico.

Agora não consigo perceber porque Maria Cavaco Silva e alguns ministros condecorados também ficam ao mesmo nível de José Sócrates. A que título? Na hierarquia do Estado onde fica Maria Cavaco Silva e dos ministros não vale a pena comentar, uma vez que se posicionam noutro patamar.

Entendo mesmo que o Papa não desculpa a Sócrates ter avançado com o casamento gay e então aplica-se a correcção, dando-lhe uma condecoração num grande grupo de maralha.

Não faz sentido. O que está em causa é um desrespeito diplomático da Santa Sé face a um Estado soberano que é Portugal. Merece protesto pelo menos pelo lado dos cidadãos portugueses.

Etiquetas: , , ,


Comments:
Não estará exagerado?!
Mas também reconheço que não me parece correcto em termos de diplomacia colocar o Primeiro Ministro de um país ao nível dos seus Ministros e ao lado da mulher do Presidente por muito apoio que a senhora tenha dado ao Papa.
Mas não ia tão longe na apreciação. Fico-me mais numa gaffe vaticana.
A Igreja também erra
 
Se foi assim é uma gaffe primária do Vaticano.
Mas estranho, pois não vi ninguém pegar no assunto.
Algo vai mal
 
Lendo a notícia do Expresso, o que fiz motivado por este poste, a posição do Vaticano é ainda bem mais grave da que está descrita aqui. Há subjacente uma discriminação efectiva entre católicos e não católicos. O Papa só incluiu a D. Maria Cavaco para disfarçar tal facto. O Papa esteve cá como Chefe da Igreja, mas também como chefe do Estado do Vaticano e esqueceu este aspecto. O País devia protestar e não manter-se numa de passividade.
 
Lendo a notícia do Expresso, o que fiz motivado por este poste, a posição do Vaticano é ainda bem mais grave da que está descrita aqui. Há subjacente uma discriminação efectiva entre católicos e não católicos. O Papa só incluiu a D. Maria Cavaco para disfarçar tal facto. O Papa esteve cá como Chefe da Igreja, mas também como chefe do Estado do Vaticano e esqueceu este aspecto. O País devia protestar e não manter-se numa de passividade.
 
Vou nesta última. Portugal é um país laico e republicano, pelo que não devia como fez Sócrates, andar com paninhos quentes com o Papa. Viesse pela Igreja e fosse a Igreja a fazer as honras. Para que interessam essa medalhas?

Até deram feriados para encher as ruas. Eis a resposta do Papa total gaffe premeditada
 
Publicar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?